4 motivos para investir em climatizadores evaporativos em empresas

É comum que, quando uma pessoa fica doente na empresa, subitamente outras comecem a se sentir mal também. A culpa recai sobre o tempo, a aglomeração ou contato entre os profissionais, mas sabia que a ausência de um sistema de climatização pode ser a causa disso?

 

Quando você controla a umidade do ar no ambiente de trabalho obtém uma série de benefícios. Eles vão desde trazer mais bem-estar aos funcionários até evitar a proliferação de doenças, já que, com essa tecnologia, o ar é constantemente renovado e não fica “viciado”.

 

Quer investir em climatizadores evaporativos? A gente te dá 5 motivos pra optar por eles!

 

1. Controle da umidade relativa do ar

 

O ar possui uma grande quantidade de vapor d’água. A essa proporção de água no ar para a quantidade máxima de vapor de água dá-se o nome de Umidade Relativa do AR (UR).

 

Quanto mais a temperatura do ar sobe, maior é sua capacidade de manter a umidade. Entretanto, se a temperatura do ar sobe e seu teor de umidade segue igual, a UR diminui.

 

Com um controle da umidade relativa do ar é possível ter mais conforto térmico e elevar a qualidade do ar no interior do escritório.

 

 

2. Prevenção de doenças com menos microorganismos

 

Quando a umidade do ar está baixa, um simples espirro das pessoas faz com que microorganismos se dissipem pelo ambiente. Eles pode, inclusive, pairar por horas no mesmo espaço, elevando o risco de contrair doenças respiratórias.

 

O ambiente mais seco é propício para que os germes contaminem um ambiente de trabalho inteiro.

 

 

3. Manutenção da saúde das vias aéreas

 

Quando há baixa umidade do ar, o risco de desenvolver algum tipo de doença respiratória é maior. Se as vias aéreas estão irritadas, as chances de sobreviver a infecções cresce.

 

Quem sofre com ressecamentos, coceiras no nariz, boca e até na pele se beneficia – e muito – da climatização evaporativa.

 

 

4. Controla o excesso de umidade no ar

 

Engana-se quem pensa que muita umidade é algo bom para o espaço. Com um climatizador evaporativo você controla esses valores e evita o surgimento de desconforto térmico e doenças.

 

Muita umidade relativa do ar eleva a proliferação de fungos, aumenta as populações de ácaros de poeira, insetos e, consequentemente, contribui para o surgimento de problemas de saúde como alergias e micoses.

 

 

Invista em um sistema climatizador na Ventitec

 

Com um sistema climatizador você tem uma solução para combater os problemas causados pela baixa umidade do ar. Isso porque ele tem a capacidade de tornar a temperatura ambiente mais amena, beneficiando a todos que dividem o mesmo espaço.

 

Em geral, o sistema climatizador opera entre 30 e 50%. Essa é a faixa ideal de umidade para a saúde humana. Apenas uma empresa habilitada como a Ventitec é capaz de fazer um sistema de climatização evaporativa eficiente e seguro.

Como escolher o melhor climatizador de ambientes?

Existem alguns fatores que determinam a escolha de um climatizador de ambientes. Eles devem, portanto, ser considerados no momento de aplicar essa solução a um espaço, pois o investimento certo evita prejuízos e dores de cabeça.

 

Uma análise ampla do espaço, dos recursos disponíveis e de alguns detalhes ajudam a transformar a climatização em uma aliada. Com isso, o espaço fica gostoso, aconchegante e adaptado às necessidades.

 

Quer saber como escolher o melhor climatizador? Nós te ajudamos!

 

Quesitos que influenciam na escolha do climatizador de ambientes

 

 

No momento de investir na climatização de um ambiente é preciso considerar dois fatores: tipos de climatizadores e suas fontes. Isso porque a combinação desses dois elementos é que transforma o local em um espaço agradável.

 

Em relação às fontes de energia, o climatizador de ambiente pode ser alimentado por biomassa (lareira, sistemas de condução de calor por granulados de madeira, etc.). Seu uso é mais indicado para ambientes industriais.

 

Outra fonte é a bomba de calor geotérmica, mais indicada para ambientes rurais ou que possuam uma boa quantidade de terra e água. Nesse sistema, as bombas de calor são instaladas no solo para climatizar o ambiente ao redor.

 

A climatização de ambientes solar térmica utiliza painéis solares combinados a geradores. Econômico, esse modelo é o mais utilizado.

 

Use o sistema Solar Térmico em combinação com outros tipos de climatizadores. Além de econômico, ele torna o ambiente ainda mais higiênico.

 

Outro ponto fundamental é o tipo de climatização. Ela pode ser relacionada tanto com o modelo do aparelho quanto com sua finalidade. Em geral, os mais procurados são os de refrigeração, tanto para setores comerciais quanto industriais e residenciais.

 

Os tipos de climatização podem ser:

 

 

– Fixos: instalados e mantidos em um local pré-determinado. Pode cobrir áreas pequenas ou grandes, dependendo de seu tamanho.

 

– Móveis: cobrem ambientes menores, porém sua utilização é mais econômica e pode ser controlada.

 

 

 

Ao entender as características do espaço e suas necessidades você consegue montar um plano mais certeiro de climatização.

 

Para acertar no momento de aplicar essa tecnologia é fundamental contar com uma empresa séria e experiente, como a Ventitec. Há décadas no mercado, atuamos com os melhores equipamentos e soluções de climatização de ambientes.

Por que climatizar um ambiente eleva a segurança do trabalho?

Empresas e indústrias em geral têm inúmeros deveres no que diz respeito à saúde de seus profissionais. É fundamental que eles adotam ferramentas e soluções para melhorar o ambiente e elevar a segurança. Nesse momento, a climatização do espaço é indispensável.

 

A qualidade do ar é muito importante para o desenvolvimento de um bom trabalho. Além disso, ela garante que os profissionais que trabalham em indústrias tenham mais saúde pulmonar, respirando um ar umidificado e limpo.

 

Quer saber por que você deve adotar um sistema de climatização em empresas e indústrias? A gente te explica!

 

 

A importância da climatização do ambiente para o trabalho

 

 

Empresas e indústrias têm salas com vários colaboradores, galpões de trabalho ou ambientes que acabam recebendo pouca ventilação.

 

Esse ar que fica localizado nas áreas fechadas é diferente do encontrado fora e, por isso, pode conter bactérias, vírus  e outros complicadores de saúde.

 

Grande parte das indústrias e empresas têm níveis de umidade e temperatura inadequados. Por que isso acontece? Porque não se investiu em um sistema de climatização do ambiente.

 

Excesso de frio, calor, ar muito seco ou úmido demais… Esses são problemas comuns no ambiente de trabalho e que podem trazer danos à saúde. O resultado são afastamentos, gastos excessivos e tensão no trabalho.

 

 

Riscos de não investir na climatização de ambientes

 

A constante presença de compostos químicos e partículas tóxicas nas indústrias é um perigo para quem frequenta estes ambientes fechados.

 

Quando não há abertura e ventilação suficientes há dificuldade para renovar o ar, o que reduz a produtividade de todos que ali trabalham.

 

Alguns dos problemas desencadeados pela má qualidade do ar em ambientes de trabalho são:

 

·     Falta de disposição;

·     Irritação dos olhos;

·     Tonturas e náuseas;

·     Garganta seca;

·     Congestão nasal;

·     Tosse;

·     Vômitos;

·     Diarreia;

·     Dermatites.

 

 

Há, ainda, o aumento da incidência de doenças respiratórias, tais como tuberculose, asma, rinite, sinusite e gripes.

 

Para evitar que isso aconteça existe o climatizador de ambiente, que faz parte da norma NR15 para garantir um ambiente sadio para se trabalhar.

 

 

Vantagens de se optar pelo climatizador de ar

 

A melhor alternativa para ambientes de trabalho é o climatizador. Isso porque ele mantém a temperatura homogênea e realiza a troca constante do ar – algo que o aparelho de ar condicionado não faz.

 

Para as indústrias, os climatizadores evaporativos com grande capacidade de vazão são os mais indicados. Eles são econômicos e exigem baixa manutenção.

 

Essa troca deixa o ar mais limpo, fresco e livre dos odores e partículas que trazem problemas à saúde.

 

 

A Ventitec trabalha, há décadas, com o fornecimento de sistemas de climatização de ar. Temos a solução para o seu negócio, independentemente da solução.

 

Fale conosco e veja como é possível elevar a qualidade e segurança do trabalho com esse sistema!

4 vantagens de usar o climatizador em baixas temperaturas

Inverno ou verão são estações que pedem soluções específicas para trazer conforto térmico. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o climatizador também funciona bem em temperaturas baixas, mantendo a temperatura sempre agradável.

 

Climatizadores de ar remetem a locais secos e quentes, certo? Vale, porém, enfatizar que temperaturas mais baixas também se beneficiam de suas qualidades, principalmente a de umidificar o ambiente.

 

A seguir, listamos algumas vantagens de usar o climatizador em baixas temperaturas. Que tal adotá-lo?

 

1. Versatilidade e grande custo-benefício

 

A principal função do climatizador é umidificar o ar. Por isso, ele é indicado tanto para o verão quanto para o inverno.

 

Quando o ar está menos seco há menor incidência de problemas respiratórios, muito comuns no inverno. É possível, ainda, refrescar o ar do espaço por meio das trocas realizadas pelo equipamento.

 

Outra vantagem do climatizador é o baixo consumo de energia, já que esse equipamento é totalmente comprometido com o meio ambiente e não emite gases poluentes.

 

 

2. Combate na prevenção de doenças

A chegada do inverno traz instabilidade ao clima. É comum que nesses períodos haja gripes, resfriados e crises de outras doenças como a rinite e a sinusite.

 

O climatizador  entra em cena nesse momento realizando a troca constante do ar, ajudando a não disseminar essas doenças durante o inverno e a aliviar as vias nasais com umidade na medida certa.

 

3. Deixa o ambiente sempre gostoso

 

Nem muito frio e nem muito quente. O climatizador umidifica e refresca o ambiente, oferecendo bem-estar dentro de um espaço.

 

Independentemente da estação do ano, não é preciso isolar o espaço para obter conforto térmico, ao contrário dos espaços com ar condicionado.

 

 

4. Evita a proliferação de odores

 

Além de não alterar a temperatura dentro de um espaço mesmo que sua porta esteja aberta, o climatizador prova uma troca de ares constante.

 

Isso neutraliza a proliferação de odores, bastante comum em locais fechados. Comércios e estabelecimentos que trabalhem com produtos de cheiro forte também se beneficiam do climatizador evaporativo.

 

O climatizador é uma solução ideal para todos os períodos do ano. Investir nele traz mais saúde, bem-estar e conforto a você, sua família ou colegas de trabalho.

 

Experimente o climatizador de ambiente e desfrute de seus vantagens gastando muito pouco!

Climatizador evaporativo: como é feito o cálculo para escolher o melhor?

O sistema evaporativo é uma solução para refrigerar ambientes industriais, públicos, residenciais e comerciais. Por ser tão amplo, ele pode ser instalado tanto em ambientes pequenos quanto em grandes locais. Mas, afinal, como é feito o cálculo para escolher o melhor climatizador evaporativo?

 

Utilizado para resfriar espaços como escritórios, comércios, galpões e indústrias, o climatizador evaporativo é fácil de instalar e tem grande eficiência. Sua aplicação acontece tanto em áreas fechadas quanto abertas e tem o objetivo de deixar o ambiente mais confortável no verão.

 

 

Como funciona o climatizador evaporativo?

 

Em ambientes mais secos, um climatizador evaporativo traz conforto e bem-estar, podendo reduzir a temperatura ambiente em até 10 graus.

 

Outra vantagem é a ausência de emissão de gases nocivos ao ambiente, além do baixo gasto de energia elétrica – cerca de 90% menos na comparação com equipamentos de ar condicionado.

 

Sua versatilidade faz com que o climatizador evaporativo possa ser instalado tanto em locais grandes como armazéns ou galpões quanto em escritórios ou salas comerciais, por exemplo.

 

 

Como calcular o melhor uso do climatizador evaporativo?

 

Fácil de instalar e manter, o climatizador evaporativo não utiliza compressores, condensadores e nem sistemas de alta pressão. Por isso mesmo, sua manutenção é de baixo custo e ele não emite gases nocivos ao ambiente.

 

Confeccionado em versões portáteis, de teto ou de parede, o climatizador evaporativo pode ser feito em diversos tamanhos e configurações. Por isso mesmo, ele se adapta às necessidades de cada consumidor.

 

Para se ter ideia da abrangência do climatizador de ambiente, uma versão portátil, por exemplo, abrange uma área de aproximadamente 150 m2, ao passo que versões mais robustas chegam a até 250 m2.

 

A escolha da peça e de seu tamanho depende, portanto, do tamanho do local em questão e do objetivo do cliente.

 

Por que escolher um climatizador evaporativo?

 

O climatizador evaporativo, além de ser versátil e muito econômico, não gera ruídos, não molha o ambiente e gera uma economia de até 90% de energia elétrica se comparado com o ar condicionado.

 

Outra enorme vantagem é o fato de ele não exigir ambientes isolados, precisando de portas ou cortinas para se manterem resfriados. Seu efeito é o mesmo para todos esses espaços, se forem respeitadas as regras de abrangência fornecidas pelo fabricante.

 

5 grandes mitos sobre o climatizador evaporativo

O sistema de climatização evaporativa é alvo de muitas dúvidas e algumas informações que não condizem com a realidade. Isso porque é comum que muitas pessoas o comparem com o ar condicionado ou pensem que essa solução é cara, ineficiente ou ocupa muito espaço.

 

Ao absorver o ar quente do ambiente, resfriá-lo com água e devolvê-lo mais fresco, o climatizador evaporativo tem capacidade de reduzir a temperatura de muitos ambientes e não emite gases poluentes na atmosfera.

 

Você tem dúvidas sobre o climatizador evaporativo? A seguir, esclarecemos 5 grandes mitos referentes a essa solução:

 

 

1. O ar climatizado não faz bem para a saúde

 

Como ainda é pequeno o número de pessoas que tem contato com o climatizador evaporativo, existe um mito em relação à sua segurança para a saúde. Aqui, vale destacar que essa tecnologia possui tecnologia contra mofo e bactérias, evitando a propagação de agentes causadores de problemas respiratórios.

 

Equipados com filtro HEPA, que retém até 99,9% das impurezas contidas no ar, os climatizadores evaporativos eliminam micropartículas como bactérias, vírus e ácaros.

 

 

2. Climatizadores não servem para todos os locais

 

Diferentemente dos aparelhos de ar condicionado, que possuem instalação mais complexa e que precisam ter a quantidade de BTU/h calculada, os climatizadores evaporativos são adaptáveis a qualquer ambiente.

 

As versões portáteis, inclusive, podem ser levadas para todos os cômodos dentro de casa. Escritórios, galpões e ambientes grandes também podem receber essa tecnologia.

 

3. A manutenção de um climatizador é cara

 

A manutenção de sistemas de climatização evaporativa é mais barata que a de um equipamento de ar condicionado. Isso acontece porque seu funcionamento é simples e, além disso, as peças são muito mais baratas.

 

Outro fator é o baixo índice de problemas nos climatizadores. Confiáveis e bastante seguros, eles apenas necessitam de limpeza constante e cuidados básicos para que funcionem perfeitamente.

 

4. Climatizadores evaporativos lançam névoa

 

Os climatizadores evaporativos não liberam gotículas de água ou névoa. Isso acontece com climatizadores de aspersão de água e não os evaporativos.

 

Com sua tecnologia, o climatizador evaporativo deixa o ambiente mais frio sem a necessidade de eliminar gotículas, que acabam por molhar objetos e incomodar as pessoas.

 

 

5. Sistemas evaporativos não precisam de limpeza

 

Embora sejam muito simples e eficientes, os sistemas evaporativos precisam de limpeza periódica. Para tanto, é preciso seguir as orientações contidas no manual do produto.

 

A frequência da limpeza depende da exposição do produto à poeira e de sua localização, como em cidades cuja poluição é alta demais. Nesses casos mais extremos, o período indicado para limpeza é de duas semanas.

 

 

Agora que você já sabe como o sistema de climatização evaporativa funciona, que tal instalá-lo em seu trabalho ou residência?

 

Cerca de 90% mais econômico que o ar condicionado, sustentável, eficiente e versátil, ele pode ser solução ideal para você.

Entenda o funcionamento e os tipos de filtro manga
Os filtros manga, amplamente utilizados em diversos segmentos para filtrar e eliminar partículas sólidas provenientes do fluxo de gases industriais, são confeccionados sob medida. As dimensões variam de acordo com a necessidade de cada local.

 

Basicamente, os filtros manga são constituídos por mangas filtrantes, gaiolas, chapa-espelho, válvula de diafragma, reservatório de ar comprimido, tubos de sopragem e moega. Seu funcionamento é relativamente simples, porém uma manutenção em dia é fundamental para que sejam obtidos os melhores resultados.

 

 

Quais são os componentes dos filtros de manga?

 

A seguir, explicamos quais são e como atuam os componentes dos filtros de manga:

 

 

Mangas filtrantes:cilindros que permitem a passagem do ar, enquanto retêm as partículas sólidas. É preciso higienizá-las, pois, com o tempo, ficam impregnadas de partículas. Podem ser feitas de tecidos ou materiais cerâmicos porosos.

 

Gaiolas: armações metálicas que sustentam as mangas filtrantes, organizando-as em fileiras.

 

Chapa-espelho: essa chapa é utilizada para a fixação das gaiolas e das mangas filtrantes.

 

Válvula de diafragma ou de escape rápido:controla a passagem do ar comprimido para limpar as mangas.

 

Reservatório de ar comprimido: necessário para a limpeza das mangas. Deve ter capacidade suficiente para que a sopragem de ar comprimido seja constante durante o processo.

 

Tubos de sopragem:esses tubos metálicos distribuem e direcionam os jatos de ar comprimido nas mangas de uma mesma fileira.

 

Moega: retém as partículas que entram em alta velocidade e recolhe as que se desprendem das mangas.

 

 

Como trabalha o filtro de manga?

 

O processo de filtragem do filtro manga se dá por meio da introdução do ar contaminado no compartimento das mangas. Depois, esse particulado fica retido no tecido das mangas e é eliminado pela moega.

 

Na sequência, o ar sem partículas é direcionado para os bocais da parte superior do filtro. Por meio de pressão, a descarga de ar limpo acontece para a atmosfera.

 

 

Faça seu projeto de filtro manga com a Ventitec

 

Qualquer tipo de indústria que emita particulados na atmosfera necessita do filtro manga. Se você tem um projeto desse tipo, traga-o para a Ventitec!

 

Temos décadas de atuação nesse segmento e podemos te ajudar na produção, execução e manutenção dos sistemas. Tudo com o máximo de profissionalismo e baixos custos.
Como o lavador de gases controla a poluição do ar
O lavador de gases é um equipamento utilizado amplamente por indústrias de diversos segmentos. Sua responsabilidade é a de controlar a poluição do ar, removendo material articulado de um fluxo de gás. Mas como, afinal, ele consegue fazer isso?

 

Por meio da colisão dessas partículas com gotas de um meio de lavagem (geralmente água), o lavador de gases retém esses detritos. Umidificados, eles podem, então, ser removidos de forma mecânica – algo bastante simples.

 

Como funciona um lavador de gases?

 

O lavador de gases promove a interação entre as partículas e as gotas de água. Para isso, necessita de energia para nebulizar o meio de lavagem e melhorar a mistura com sprays de alta pressão.

 

Em grande parte dos lavadores de gases, o orifício é formado por uma passagem anular entre a garganta e o disco. Então, o meio de lavagem é injetado pelo centro do disco em uma razão pré-ajustada. Depois, ela é atomizada pela alta velocidade entre o fluxo de gás e o meio de lavagem.

 

 

Como trabalha o lavador de gases ciclônico?

 

Esse tipo de lavador de gases utiliza o mesmo princípio do ciclone, mas com injeção de água. Assim, há menos rebatimento de partículas na parede do equipamento, facilitando sua remoção.

 

Fabricados no esquema de torres, os lavadores ciclônicos têm elevada eficiência (98 a 99%) para partículas maiores que 1 mícron, com a perda de carga de 1.000 N/m2  e consumo de água de 0,67 a 0,8 dm3/m3 de gás.

 

 

Conheça os tipos de lavador de gases e invista no melhor com a Ventitec

 

Somos uma empresa com décadas de experiência na confecção e manutenção de lavadores de gases. Independentemente da sua necessidade, temos a solução. Fale com nossos especialistas e veja como investir no melhor lavador de gases do mercado, evitando danos ao meio ambiente e protegendo o seu negócio.
Climatizador de ar ou ventilador: qual é a diferença entre eles?
Os dias de verão costumam trazer um certo desconforto térmico, impedindo até a realização de atividades cotidianas. Por isso mesmo, contar com os equipamentos certos para minimizar esse desconforto é fundamental. Se você tem dúvidas entre a eficiência do ventilador ou climatizador de ar, é primordial entender a diferença entre eles.

 

Se você está na dúvida em relação a investir em um ventilador ou climatizador de ar é importante compreender a função de cada um. Depois, entender qual melhor atende às suas necessidades de acordo com as características do local em que ele será utilizado.

 

 

Climatizador de ar e ventilador: quais são as diferenças entre eles?

 

O climatizador de ar, na comparação com o ventilador, oferece mais recursos, especialmente para locais mais secos. Eles amenizam a temperatura e, por contarem com um reservatório de água e trabalharem com sua evaporação, deixam o ambiente mais fresco e umidificado, prevenindo doenças respiratórias.

 

 

Já o ventilador proporciona vento, porém não umidifica o ambiente. Sua principal função é combater aquela sensação de abafamento, mas, na prática, ele não reduz a temperatura do local. Em ambientes fechados ele pode, inclusive, levantar poeira, causando problemas a quem sofre de alergia ou tem doenças respiratórias como asma ou bronquite.

 

 

Quais são as vantagens do climatizador de ar?

 

Em locais fechados, como quartos, salas e até galpões, o climatizador de ar dispensa a necessidade de isolar o cômodo para funcionar, ao contrário do ar condicionado. Indicado para quem sofre de problemas respiratórios ou vive em locais de clima seco, ele melhora a qualidade do ar e traz mais umidade.

 

Existem, ainda, os climatizadores com a função de aquecer o ambiente. Ideal para locais com grande variação de temperatura, ele pode ser transportado para diversos cômodos da casa e demanda baixa manutenção.

 

 

Precisa de um climatizador de ar? Fale com a Ventitec

 

Somos especialistas em climatizadores de ar. Trabalhamos com diversos modelos e especificações há décadas e certamente temos a solução ideal para a sua necessidade.

 

Se você tem a necessidade de resfriar um ambiente e mantê-lo úmido, nossos especialistas podem te ajudar. Consulte nosso portfólio e entre em contato conosco para solicitar um orçamento.
Coletor de pó industrial: a importância da manutenção preventiva
Os cuidados com a limpeza e saúde dos profissionais que trabalham em um ambiente industrial são indispensáveis e obrigatórios de acordo com a lei. Quem faz uso do coletor de pó deve estar sempre atento ao bom funcionamento desse dispositivo e, por isso, a manutenção preventiva é fundamental e evita paradas desnecessárias.

 

Indústrias dos mais variados segmentos emitem resíduos de suas operações e isso pode trazer malefícios à saúde dos colaboradores. Além disso, o ambiente de trabalho pode ficar sujo e inadequado para que os profissionais trabalhem. Com a manutenção preventiva dos coletores de pó industriais nada disso acontece.

 

Como deve ser feita a manutenção preventiva dos coletores de pó

 

Para que funcione bem, o coletor de pó deve ser dimensionado de maneira adequada. Esse é o primeiro cuidado para garantir que ele funcione bem. Por isso, é importante verificar o diâmetro da boca de aspiração que será conectada e a melhor velocidade de aspiração – feita com o anemômetro.

 

Feito isso, o coletor de pó, que possui reservatórios e mangas filtrantes, deve receber alguns cuidados. O primeiro deles é bater os filtros diariamente para que o pó impregnado nos poros caia no reservatório, deixando a manga filtrante sempre limpa. Assim, elevam-se a vida útil e a eficiência do exaustor.

 

A importância de limpar os coletores de pó industriais

 

De fácil manutenção, os coletores de pó devem ter seus filtros verificados com frequência. Confeccionados de diversos materiais, geralmente 100% poliéster, esses filtros devem, preferencialmente, ser limpos manualmente todos os dias, antes de o equipamento ser ligado.

 

Os elementos filtrantes devem ser lavados e substituídos de acordo com o seu estado, que pode variar com umidade, entupimento, condensação e outras condições. Além disso, elementos mecânicos devem ser lubrificados constantemente para garantir seu perfeito funcionamento.

 

Coletor de pó industrial: quando fazer a manutenção preventiva

 

A periodicidade da limpeza do coletor de pó industrial varia de acordo com a aplicação do equipamento. Entretanto, ela deve ser feita sempre antes que os resíduos atinjam as mangas filtrantes e gerem entupimento da peça.

 

Além disso, é fundamental que seja utilizada uma tubulação metálica para máquinas maiores. Ela é mais segura e gera economia de energia na comparação com as mangueiras flexíveis. O período de troca das mangas nunca deve ultrapassar 18 meses.

 

Garanta a durabilidade do coletor de pó industrial. Fale com a Ventitec

 

A Ventitec atua no segmento de coletores industriais há anos. Por isso, somos especialistas em garantir que esses equipamentos funcionem de maneira perfeita e sem interrupções.

 

Fale conosco e solicite um orçamento para adquirir ou realizar a manutenção dessas peças. Ao fazer isso você preza pela excelência dos seus serviços, minimiza gastos desnecessários e cuida da saúde dos profissionais que trabalham no seu negócio.

 

Precisa de um projeto especial para sua industria?

Solicite uma avaliação e um de nossos engenheiros entrará em contato